Revista Científica Foz https://revista.ivc.br/index.php/revistafoz <p>A Revista Científica Foz é um periódico semestral vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Ciência, Tecnologia e Educação da FVC - Faculdade Vale do Cricaré. Assim como o Programa, a revista é Interdisciplinar, com foco na subárea de humanidades. O objetivo é divulgar conhecimento acadêmico interdisciplinar, inovador e que acompanha os grandes debates internacionais.</p> <p>Recebemos artigos preferencialmente das áreas de humanidades, ciências sociais, ciências jurídicas e ciências econômicas. Com foco em educação, ciência e tecnologia.</p> <p>A Revista subscreve a Declaração de São Francisco sobre Avaliação da Pesquisa (DORA)</p> <div class="builder-text-row"> <div id="builder-section-text_13-column-1" class="builder-text-column builder-text-column-2"> <div class="builder-text-content"> </div> </div> </div> <p> </p> pt-BR <p>Os autores mantêm os direitos autorais e concedem à revista o direito de publicação inicial, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons 4.0, Atribuição-Sem Derivações, e pelos direitos de publicação. Os autores podem publicar seus trabalhos on-line em repositórios institucionais / disciplinares ou nos seus próprios sites.</p> <p> </p> revistafoz@ivc.br (Helena Carvalho Coelho) fvcdigital@ivc.br (FVC Digital) Qua, 30 Set 2020 15:41:43 -0300 OJS 3.2.1.0 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 The Relevance of Bourdieusian Theory for a “Sociology of Love” – A Critical Discussion https://revista.ivc.br/index.php/revistafoz/article/view/172 <p>The paper starts with the assessment that the Bourdieusian “field approach” has become a central point of reference for contemporary studies on love. It is argued that the reason for this lies within the contribution of Bourdieu’s theory that is able to transcend central theoretical and methodological problems that the phenomenon of love poses to conventional social theory, namely of the status and function of romantic love for late-modern societies. Specifically, Bourdieu’s concepts of symbolic system– habitus, forms of capital and his theory of practice– correspond to problems of conventional social theory in conceptualizing love. Since Bourdieu, however, did not provide a systematic study of love himself, the paper offers a reconstruction of his theory and extrapolates it to the phenomenon of love. The paper proceeds to systemize contemporary Bourdieusian approaches to love. Ultimately, it shows that while Bourdieu’s theory provides a useful lens for studying love as a site of social distinction, it also turns a blind eye to love as a source of intersubjective understanding as well as post-religious transcendence. Accordingly, the paper argues that Bourdieusian theory presents an analytical toolkit rather than a conclusive theory for studying love.</p> Charlotte Nell Copyright (c) 2020 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revista.ivc.br/index.php/revistafoz/article/view/172 Qui, 24 Set 2020 00:00:00 -0300 Caminhos para o fortalecimento de direitos e deveres fundamentais no Brasil https://revista.ivc.br/index.php/revistafoz/article/view/158 <p>O artigo analisa se a Teoria da Proteção Multinível de Direitos Humanos pode contribuir para o fortalecimento da implementação de deveres fundamentais dos indivíduos no contexto brasileiro, cujo histórico jurídico colonial fragiliza o indivíduo enquanto sujeito de deveres fundamentais. A partir da análise de literaturas científicas, será possível identificar a existência de deficiências da proteção de direitos humanos no Brasil e os motivos pelos quais esse fator influenciado pelo processo de colonização. Serão verificados, ainda, os reflexos da mesma na cultura jurídica na América Latina, o que dificultou o reconhecimento do indivíduo como sujeito de deveres fundamentais. Ademais, relacionar-se-á a Teoria da Proteção Multinível de Direitos Humanos com a Teoria da Descolonização Jurídica na América-Latina, com o objetivo de investigar se a partir da descolonização jurídica no Brasil facilita-se a efetivação de direitos com o objetivo de ampliação da implementação de deveres fundamentais. Por fim, serão elencadas as características de um sistema de proteção multinível para que, em seguida, se torne possível analisar se o Sistema Interamericano de Direitos Humanos possui relação com elas e analisar se o mesmo contribui para a concretização de Direitos Fundamentais de maneira suficiente a ponto de contribuir com a implementação de deveres fundamentais.</p> Júlia Modolo Reis, Luísa Cortat Simonetti Gonçalves, Daury César Fabriz Copyright (c) 2020 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revista.ivc.br/index.php/revistafoz/article/view/158 Qui, 24 Set 2020 00:00:00 -0300 Desafios e possibilidades da extensão universitária diante do COVID-19 https://revista.ivc.br/index.php/revistafoz/article/view/177 <p class="PadroFoz" style="text-indent: 0cm;">A extensão universitária baseia-se na aproximação entre universidade e sociedade civil, prática que tem sido reinventada em decorrência da atual exigência de isolamento social por causa da COVID-19. Considerando esse cenário e a limitação de experiências remotas de extensão, este artigo pretende, a partir do projeto de extensão “Construindo Lugares de Urbanidade Metropolitana” do LabUrb da Escola de Arquitetura e Urbanismo e Design da UFMG, discutir desafios e possibilidades para a prática da extensão universitária diante dessas restrições. Espera-se, assim, discutir algumas possibilidades para essas práticas, mesmo que com imposições, de forma a garantir sua necessária continuidade seja no sentido de preservar as relações desenvolvidas com as comunidades parceiras, seja contribuindo para a rede de proteção dessas localidades. A discussão está aqui fundamentada nas experiências da disciplina extensionista, especialmente no evento “Diálogos Metropolitanos: Travessia do Parque Nacional da Serra do Gandarela 2020”, promovido pela equipe de parceiros da disciplina.</p> Junia Maria Lima Ferrari, Beatriz Ribeiro Bartholo, Maria Isabel Teresa Santana, Helena Carvalho Coelho Copyright (c) 2020 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revista.ivc.br/index.php/revistafoz/article/view/177 Qui, 24 Set 2020 00:00:00 -0300 Pandemia de Covid-19 https://revista.ivc.br/index.php/revistafoz/article/view/170 <p>A pandemia da Covid-19 aprofundou a desigualdade no acesso à água e ao saneamento no Brasil. Embora essa seja uma realidade anterior à crise sanitária, a falta de políticas públicas universais permite associar um perfil racial e de classe àqueles que são os mais vulneráveis à Covid-19 no país. Este artigo apresentará uma retrospectiva histórica da política de saneamento no Brasil para, a partir dela, analisar a tendência atual de privatização do setor, expressa na aprovação do "novo" marco regulatório do saneamento.</p> Lara Sartorio Gonçalves, Caroline Rodrigues da Silva Copyright (c) 2020 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revista.ivc.br/index.php/revistafoz/article/view/170 Qua, 23 Set 2020 00:00:00 -0300 Expediente https://revista.ivc.br/index.php/revistafoz/article/view/180 <p>Revista FOZ</p> Revista FOZ Copyright (c) 2020 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revista.ivc.br/index.php/revistafoz/article/view/180 Qua, 30 Set 2020 00:00:00 -0300 Histórias dos pensamentos criminológicos https://revista.ivc.br/index.php/revistafoz/article/view/174 <p>O livro <em>Histórias dos pensamentos criminológicos</em>, do Prof. Gabriel Ignacio Anitua, já pode ser considerado um dos clássicos da criminologia latino-americana, apesar de originalmente lançado em 2005. No prólogo, Eugenio Raúl Zaffaroni (2008) afirma que gostaria de ter sido ele a escrever este livro, e destaca o modo dinâmico, denso, minucioso e criterioso em que Anitua conseguiu apresentar esse “longa-metragem da questão penal”, sendo que muitas das conexões com nosso presente seguem pulsantes.</p> <p>&nbsp;</p> <p>&nbsp;</p> Guilherme Moreira Pires, Breno Zanotelli Copyright (c) 2020 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revista.ivc.br/index.php/revistafoz/article/view/174 Qua, 30 Set 2020 00:00:00 -0300 Contested understandings of nature in Nicaragua´s South-east https://revista.ivc.br/index.php/revistafoz/article/view/171 <p>Departing from theoretical and empirical insights from Political Ecology, this case study analyses the claims of different social groups about Nature in south-eastern Nicaragua. The analysis draws on expert interviews conducted during field research in 2014, 2015, and 2016 and contextualizes the findings within the history of Nicaragua. Environmentalists refer to the area as habitat of endangered species, whereas peasants perceive it as “agricultural frontier”. Politicians see a high potential of this sparsely populated territory for the extraction of resources or the construction of an Interoceanic canal. For most indigenous and afro-descendent leaders, however, this is the land of the ancestors. From their point of view, the attitudes of the Nicaraguan government and the peasants are a continuation of centuries of colonialism and racism.</p> Anne Tittor Copyright (c) 2020 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revista.ivc.br/index.php/revistafoz/article/view/171 Qua, 30 Set 2020 00:00:00 -0300 Entrevista com Jeanine Oliveira https://revista.ivc.br/index.php/revistafoz/article/view/168 <p>Jeanine Oliveira é nascida e criada em Belo Horizonte. Desde a infância – imersa em uma cultura familiar de valorização, cuidado e respeito ao meio ambiente – foi naturalmente sendo forjada como ambientalista.<br>Ainda jovem, iniciou sua militância pela defesa dos recursos hídricos e das áreas verdes. Partiu com o Projeto Manuelzão para a Expedição do Rio das Velhas pela despoluição e a volta do peixe no Rio. Foi voluntária do Greenpeace no evento “Mudanças do Clima, mudanças de Vidas” – que percorrera cidades do mundo – ajudando na montagem e na mobilização das pessoas em Belo Horizonte.</p> Jeanine Oliveira, Helena Carvalho Coelho Copyright (c) 2020 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revista.ivc.br/index.php/revistafoz/article/view/168 Seg, 21 Set 2020 00:00:00 -0300 Ontocast entrevista Vitor Sartori https://revista.ivc.br/index.php/revistafoz/article/view/176 <p>Entrevista com Vitor Sartori sobre Marx, Pachukanis e o direito burguês.&nbsp;</p> Vitor Sartori, Gabriel Carvalho, Hian Sousa de Souza, Wesley Sousa Copyright (c) 2020 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revista.ivc.br/index.php/revistafoz/article/view/176 Seg, 21 Set 2020 00:00:00 -0300 Apresentação - Dossiê: Águas https://revista.ivc.br/index.php/revistafoz/article/view/181 <p>É com enorme satisfação que damos mais um grande passo, anunciamos a publicação do nosso terceiro dossiê temático, dossiê: águas. E é com muita alegria que juntos comemoramos a consolidação de dois anos de Revista Foz. Tratando do tema "águas" enquanto múltiplo, estimulamos o envio de artigos sobre recursos hídricos, águas interiores, água potável, águas subterrâneas, chuvas, escassez hídrica, poluição hídrica, barragens, comunidades tradicionais, conflitos e desastres ambientais, educação ambiental, planejamento territorial, etc. Nesse sentido, a proposta é de um dossiê que mostre os diferentes aspectos que o termo "'águas" pode abarcar, perpassando as interdisciplinaridades possíveis</p> Helena Carvalho Coelho, Gabriel Vicente Riva Copyright (c) 2020 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revista.ivc.br/index.php/revistafoz/article/view/181 Qua, 30 Set 2020 00:00:00 -0300 História (e cantiga) de pescador https://revista.ivc.br/index.php/revistafoz/article/view/178 <p>O presente ensaio não pretende realizar uma abordagem geral sobre a pesca e o congo na Vila de Manguinhos, mas sim transitar de modo sensível pelas lembranças de alguns pescadores ali nascidos, bem como pelas imagens que pude captar, que demonstram continuidade, ainda que nos limites da pandemia de Covid-19. A memória, transmissão de cultura e de saberes pesqueiros, em sua dimensão de oralidade, não podem ser desvinculadas das relações da vida cotidiana e das atividades produtivas, aqui mobilizadas em imagens. Por isso, as lembranças e também esquecimentos de Clenaldo, pescador-guardião de saberes localizados, tornaram-se elementar para representar na escrita o que os registros fotográficos apresentam.</p> Lara Sartorio Gonçalves Copyright (c) 2020 http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 https://revista.ivc.br/index.php/revistafoz/article/view/178 Ter, 22 Set 2020 00:00:00 -0300